Você está aqui: Entrada Notícias INVESTIGADORES PORTUGUESES QUEREM PÔR AS CASAS A POUPAR ENERGIA

INVESTIGADORES PORTUGUESES QUEREM PÔR AS CASAS A POUPAR ENERGIA

Investigadores do INESC Tecnologia e Ciência - INESC TEC lideram uma equipa que conta com engenheiros alemães e austríacos para que dentro de dois anos todas as habitações possam ter uma tecnologia de medição inteligente que visa alcançar poupanças energéticas significativas

O AnyPLACE (Adaptable Platform for Active Service Exchange) pretende, de forma automática e com um custo baixo, interagir com sistemas de contagens dos maiores fornecedores de eletricidade, água e gás, "rentabilizando todas as tarifas associadas e trazendo benefícios para o consumidor final", anuncia, em comunicado, o INESC TEC. 

O custo desta aparelho não deverá exceder os 100 euros.

Este projeto, no âmbito do programa H2020, conta um investimento de 2,97 milhões de euros, financiado em 2,44 milhões de euros pela Comissão Europeia.

"Atualmente temos em casa diferentes contadores que são da responsabilidade dos distribuidores de energia, que nos oferecem várias tarifas de água, gás e electricidade. A solução que vai ser desenvolvida é, no fundo, um gestor energético capaz de integrar a informação de todos estes contadores, mostrá-las ao utilizadores e permitir que eles escolham o perfil mais económico", explica no mesmo comunicado João Peças Lopes, director do INESC TEC e responsável pelo projeto.

Em casa e na rede
Além da componente doméstica, o AnyPLACE vai permitir gerir e controlar ativamente as redes elétricas, ajudando a mitigar problemas operacionais relacionados com a variabilidade na produção de energia a partir de fontes renováveis.

"Imaginemos que numa certa altura do dia há um excedente na produção de energia eólica que faz decrescer o custo da energia. A plataforma AnyPLACE recebe a informação de preço em tempo real e, de acordo com o perfil de utilização, atua sobre os dispositivos domésticos de modo a aproveitar essa tarifa", exemplifica o director do INESC TEC.

Existem mais sete parceiros neste projeto: a Universidade Técnica de Viena (Áustria), a Universidade de Ciências Aplicadas Ostwestfalen-Lippe (Alemanha), o JRC – Joint Research Centre European Commission, a EFACEC Energia – Máquinas e Equipamentos Elétricos SA (Portugal), a Power Plus Comunications AG (Alemanha), a BOSCH Termotecnologia SA (Portugal) e a Kreis Lippe der Landrat (Alemanha).

O projeto, iniciado em Janeiro, tem a duração de 36 meses. A primeira fase, que começa agora a ser implementada, consiste na análise dos comportamentos energéticos nos quatro países envolvidos no consórcio. Depois da análise, vão ser implementados e testados em laboratório os módulos da plataforma AnyPLACE. No final do projeto, vai ter lugar uma demonstração da plataforma, na Alemanha, que vai contar com a participação de 15 a 20 utilizadores.

O Laboratório de Redes Elétricas Inteligentes e Veículos Elétricos será um suporte fundamental para os desenvolvimentos do projeto

O primeiro em Portugal!

Infraestrutura laboratorial permite, pela primeira vez em Portugal, testar hardware e software avançado para gestão e controlo de redes elétricas em ambiente quase real.